Solteiras

Blog de Psicanálise

Linha do 47741

É preciso muita coragem para enfrentar os próprios preconceitos, medos e insegurança. Qual foi o caminho dos casais que você entrevistou para isso? No início, elas mais do que eles tinham muito medo e preconceitos. Por quê? Inverter esta lógica é questionar a própria lógica reproduzida pela maior parte das mulheres. O que incomoda muito!

Mas as críticas também imperam. A diferenciação de idade com a esposa foi o que mais marcou também a campanha presidencial do francês Emmanuel Macron em Além das propostas do futuro presidente para o país, o fato de ele ter, à estação, 39 anos, e sua mulher, Brigitte, 63 acabou se tornando o coisa um dos assuntos preferido da imprensa na época. Ela tinha 39 anos, ele 15 — e era da mesma sala de sua filha do meio. Escrever uma peça de teatro em conjunto foi o que aproximou o casal, que se encontrava todas as sextas-feiras. A biógrafa Anne Fulda escreveu que eles pensavam que Macron tinha uma queda por uma das filhas de Brigitte, Laurence, colega de turma na escola. Segundo a biógrafa, os pais de Macron descobriram o que estava acontecendo e pediram que ela ficasse longe do filho mesmo que ele completasse 18 anos, além-mundo de forçar o jovem a estudar em Paris. Mas aos 17, Emmanuel disse à atual esposa que iria casar-se com ela algum dia e em , ele cumpriu a promessa. Homens que namoram mulheres com restante idade procuram uma pessoa mais madura, que demonstra mais segurança.

Amores na idade madura: almas de outono que se conectam 5 minutos Redigido e verificado por a psicóloga Valeria Sabater. Às vezes dizem que o amor verdadeiro nos aguarda na maturidade. Muitas vezes caímos no erro de querer fazer comparações contínuas sobre todas as nossas experiências de vida, quando a realidade é um pouco restante simples. Existir é saber apreciar vida o que acontece em cada fase da nossa vida, agradecer a cada experiência da juventudecom seus acertos e erros, e aproveitar cada presente que a maturidade nos oferece. Quando somos jovens, dificilmente colocamos algum filtro e abraçamos com imenso desejo e fibra infinita tudo o que encontramos no nosso caminho. Mais tarde, nos tornamos mais seletivos, mais cautelosos. Ainda existe em nós o perfume desses tempos intensos, mas agora preferimos as brisas mais mornas, aquelas que lembram a calma, as tardes luminosas e as praias tranquilas.

Leave a Comment